[vc_row][vc_column][vc_column_text]

Em meados da década de 1960, Deus mostrou que ali em Canaã haveria uma Irmandade de Irmãos, com a mesma vocação de servir em Canaã, no espírito do primeiro amor por Jesus.

Assim como o nome “Irmandade de Maria” indica o objetivo espiritual de seguir a Jesus até a cruz, segundo o exemplo de Maria, a Sua mente, assim também São Francisco de Assis é, em sentido especial, o exemplo para os Irmãos Franciscanos de Canaã. Na vida de São Francisco podemos ver o sinal e as bênçãos de um homem dedicado a Deus, inspirando cristãos através dos séculos.


Third_KFB_Rad-08


Cada um de nós irmãos poderiam compartilhar pessoalmente a sua história de como descobriu o amor de Deus por meio de Jesus Cristo, e como tornou-se cada vez mais forte o anseio do seu coração: Quero amar a Jesus acima de tudo o mais, porque Ele me amou tanto. Em nossas fundadoras, Madre Basilea e Madre Martyria, bem como nas Irmãs, podíamos ver uma alegria tão radiante, que nenhum ser humano por si mesmo pode produzir. Será que isto seria também possível para nós, homens?

Por que existem apenas Irmãs de Maria? Por que não há Irmãos de Maria? Essa questão foi resolvida em 1967. Nessa época as duas madres da Irmandade Evangélica de Maria aceitaram alguns homens na comunidade como Irmãos Franciscanos de Canaã. Embora não tenhamos o mesmo nome, Maria, a mãe de Jesus, em sua vida singular de fiel discipulado, tem sido da mesma forma um exemplo brilhante para nós.


Third_KFB-MB_hl-Franz-Innenhof03


São Francisco! Quão fascinante é este homem simples e despretensioso de Assis. Muitos anos antes da fundação da nossa fraternidade, a vida e o exemplo de São Francisco tiveram um profundo significado para a Madre Basilea, abençoando-a ricamente. Ela compartilha o seguinte no prefácio do seu livreto, O Mundo de São Francisco (não traduzido em português):

Em sua personalidade, seu caráter e sua vida descobri a mensagem do Evangelho: “Se não vos tornardes como crianças… Graças te dou, ó Pai, porque ocultaste estas coisas aos sábios e entendidos, e as revelaste aos pequeninos, aos fracos e ignorantes…”

O cativante coração infantil e humildade de Francisco de Assis, que se tornaram a fonte de todo poder e autoridade no seu ministério por Jesus, tocaram o meu coração. O ardente amor por Jesus, nascido do arrependimento, a estreita comunhão do coração com Jesus, quem é a fonte de toda a alegria. Tudo isso eu podia ver na vida de S.Francisco. Isso fortaleceu em mim o desejo de amar mais a Jesus. Dos resultados da vida e discipulado de S.Francisco, percebi que somente o amor ardente por Jesus traz a solução para os problemas e dificuldades na Igreja e no mundo,  como foi demonstrado em certo sentido na sua época.

Não podemos imaginar adequadamente a influência tremenda que Francisco exerceu em sua época. Dentro de alguns anos havia cerca de 5.000 homens que seguiam o seu exemplo. Anteriormente, ele tinha levado uma vida semelhante a muitos outros rapazes do seu tempo e, contudo, havia um grande anseio em seu coração por algo mais profundo e autêntico. No entanto, ele havia ignorado isso por muito tempo. Ele provavelmente percebeu que esse anseio interior não poderia ser satisfeito, sem antes desprender-se de várias outras coisas. Ele ouviu então o chamado extraordinário: Francisco, vá e restaura a Minha casa! Não era ele uma pessoa para quem a igreja significava tão pouco? Mas Francisco atendeu a esta voz e reconheceu Aquele que lhe havia falado: Jesus Cristo.

Até os dias de hoje este chamado também nos move profundamente: Vem, e segue-Me! Dessa forma, cada Irmão tem experimentado um chamado muito pessoal do Senhor, para responder ao Seu amor, deixando seu lar e familiares, e consagrando-se inteiramente a Jesus e à maneira como Ele nos dirige, e para alguns isto significou um vôo sobre o oceano.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_masonry_media_grid grid_id=”vc_gid:1470145795192-a69e9e81-401c-7″ include=”1112,1111,1110″][/vc_column][/vc_row]